Publicado por: CMS Campinas | setembro 1, 2009

Quando?

Você está convidado a participare deste grande esforço nacional para a construção de um SUS do jeito que todo brasileiro merece.

Em Campinas, no Largo atrás da Catedral.

Dia 19 de setembro, sábado, das 9:30 às 13:00 horas

Publicado por: CMS Campinas | setembro 1, 2009

O SUS que nós queremos

Os resultados positivos e as iniciativas de sucesso tomadas em defesa da saúde pública em Campinas, que há anos passaram a servir de modelo para o resto do País, reforçam as evidências de que o SUS é uma das maiores conquistas sociais consagradas na Constituição de 1988. O trabalho centrado na prevenção de agravos e na promoção da saúde, os princípios da universalidade e da descentralização, sua implicação com a qualidade de vida da população, a relação visceral de cada servidor com suas demandas, seu afeto e comprometimento dirigidos aqueles que só querem o que não tem sentido ser negado, tudo isso faz de Campinas o terreno fecundo onde vai germinar a grande Reforma do Estado no campo da saúde. Aqui em Campinas prevalece o consenso reconhecido de que os indicadores de saúde da população devem, em primeira instância, ser tomados para medir o nível de desenvolvimento do País e do bem-estar da população. Nossos profissionais de saúde são unânimes na defesa da tese que relaciona a democratização do Estado com o grau de consciência coletiva e controle social da coisa pública. Por isso organizamos caravanas, fazemos passeatas, subimos em palanques, gritamos nos microfones, integramos conselhos, nos debruçamos sobre projetos aparentemente utópicos e cuidamos dos interesses do SUS durante a maior parte do nosso tempo. Quando falamos do SUS, falamos do melhor plano de saúde do mundo. Que outro convênio privado garante anualmente, e gratuitamente, além de outras ações, cerca de 12 milhões de internações hospitalares, um bilhão de procedimento de atenção primária à saúde, 150 milhões de consultas médicas, 2 milhões de partos, 300 milhões de exames laboratoriais, 132 milhões de exames de alta complexidade, 14 mil transplantes, além das milhares de vacinações, produção, distribuição e análise de medicamentos? Em cada centro de saúde, nas unidades de referência, nas farmácias, Apae, PAS, laboratórios, conselhos de vigilância, sanitária, epidemiológica e ambiental, farmácias, no Cândido Ferreira, no Mário Gatti, nos distritos e demais equipamentos de controle social, o SUS lateja, o SUS é vivido em toda sua plenitude. Quem vive o SUS em Campinas sabe como é essa rotina. Durante as reuniões setoriais, invariavelmente, os ânimos se exaltam na busca de soluções. O subfinanciamento, a precariedade dos próprios públicos, os subsistemas privados, as leis criadas de cima para baixo, enfim, as pedras no caminho da saúde plena insistem em permanecer na pautas. Não faltam lágrimas, discussões acaloradas e nervos à flor da pele. Isso porque sabemos que tudo o que conquistamos até agora não foi de graça e que não pode haver nenhum retrocesso. O sonho do SUS, mesmo ainda sem estar plenamente realizado, permanece vivo no coração de cada cidadão brasileiro. Enquanto sonhamos, arregaçamos as mangas e pomos mãos à obra, pois essa utopia, esse sistema ideal que propõe saúde integral e universalizada, essa quimera chamada SUS é perfeitamente viável. Após cada etapa vencida, percebemos que o que conquistamos para nós é nada perto do que está sendo reservado para as futuras gerações de brasileiros. Com esse ideal, vamos em busca do SUS que nós queremos.

Publicado por: CMS Campinas | agosto 31, 2009

Enquete

Publicado por: CMS Campinas | agosto 31, 2009

1

Publicado por: CMS Campinas | agosto 31, 2009

Caravana em Defesa do SUS vai percorrer todo o Brasil

O Conselho Nacional de Saúde (CNS), em parceria com o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP), os Conselhos Estaduais de Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e os Movimentos Sociais, está lançando, em todos Estados brasileiros, neste ano de 2009, a Caravana em Defesa do SUS.
            A proposta da Caravana faz parte da Agenda Política do Conselho Nacional de Saúde aprovada pelo pleno em sua reunião ordinária de janeiro de 2009, que inclui temas como a Gestão do Trabalho, Modelo de Atenção, Financiamento, Controle Social, Intersetorialidade, Complexo Produtivo da Saúde e Humanização no SUS, definidos como estratégia para o cumprimento de suas ações.
            Um dos pontos importantes do evento é o lançamento da Campanha do SUS como Patrimônio Social, Cultural, Imaterial da Humanidade, além da Campanha em favor da Regulamentação da Emenda Constitucional nº29, que está recebendo contribuições e apoio por meio de assinaturas eletrônicas na internet.
            A proposta foi apresentada em ato público no Fórum Social Mundial da Saúde, em janeiro, e depois lançada oficialmente na Câmara dos Deputados, no dia 12 de março, com a participação de diversos parlamentares, gestores, trabalhadores e representantes de movimentos populares.
            Com o tema “Todos em Defesa do SUS”, a ideia da caravana é discutir os problemas e os avanços do SUS em cada Unidade da Federação. Depois, todas as propostas serão apresentadas durante um Encontro Nacional em Brasília, no mês de dezembro.

Categorias